ESCRITA ESPONTÂNEA

ESCRITA ESPONTÂNEA

Quando nos perguntavam se era possível alfabetizar através de uma plataforma, no contexto de pandemia, no modelo ensino remoto, tínhamos uma única certeza: faríamos de tudo para dar continuidade ao processo iniciado ainda no regime presencial.

A alfabetização é uma etapa de extrema importância. Portanto não restava-nos outra opção a não ser planejar uma estratégia de ensino abrindo um leque de possibilidades. Sabíamos que os desafios seriam imensos, mas tínhamos uma certeza: contaríamos, mais uma vez, com apoio das famílias. Ao se alfabetizar, a criança se apropria da leitura e da escrita. É um mundo a ser descoberto e este processo exige uma condução do professor para que a criança compreenda as relações entre a oralidade e a escrita. E neste sentido, o vínculo com o professor é de fundamental importância.

Então, tínhamos tudo o que precisávamos... O vínculo desta turma com a Profª Camilla Itaborahy é dos mais sólidos. Mas ainda faltava um ponto importantíssimo para o êxito do processo: o educando precisaria estar envolvido, querendo descobrir, fazer conexões. E de novo a resposta era positiva. Tínhamos crianças muito curiosas, interessadas, querendo aprender sempre mais e mais! Estamos falando de uma turminha, de 2⁰ período, conduzida por uma professora que ama o que faz e que esta semana nos surpreendeu com estas escritas espontâneas. Segundo Magda Soares (Professora titular emérita da Faculdade de Educação da UFMG. Pesquisadora do Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita – Ceale – da Faculdade de Educação da UFMG. Graduada em Letras, doutora e livre-docente em Educação), "Os processos de alfabetização e letramento não devem dissociar-se, a criança se alfabetiza e se letra de forma simultânea. Por isso a esta ação educativa no ciclo de alfabetização e letramento damos o nome de ALFALETRAR".

O caminho ainda é longo, mas sabemos que o estamos trilhando com muita responsabilidade. As sementes foram plantadas em terra fértil.

Os frutos?!?! Ah!!! Estes vamos colher em breve no retorno das aulas presenciais e temos a certeza de que será uma bela colheita, pois onde se planta amor, colhe- se esperança.

Fotos

Voltar para Multimídia
Este site usa cookies para fornecer uma melhor experiência de navegação. Ao utilizá-lo você está de acordo com nossa Política de Privacidade
Entendi!